FATOR ANTHROPO-DEMONÍACO: UM DESDOBRAMENTO MUNDANO DA CONTRIBUIÇÃO DE FREYTAG PARA O ESTUDO DAS RELIGIÕES

Carlos Eduardo Bernardo

Resumo


O presente artigo consiste em uma breve reflexão sobre a prática do mal no interior de religiões que pregam o bem. Trata-se de um questionamento sobre o que leva pessoas, inclusive líderes espirituais, a praticarem atos vis, abusos psicológicos e físicos contra membros de suas famílias, comunidades e outras pessoas que procuram, na religião, o consolo, a força e a esperança para continuarem a viver. Este escrito pretende também contribuir como um esboço de uma “teoria da vontade” aplicada à fenomenologia da vida religiosa. É uma inquirição acerca da pertinência da religião quando essa parece perder, em nossos dias, a sua capacidade transformadora ou se tornar impotente diante dos mais baixos instintos humanos. Esta reflexão busca correlacionar uma abordagem originalmente teológica com um problema ético. Entretanto, ambiciona fazer esse exercício de pensamento sem desligar, em absoluto, as raízes originárias do campo metafísico. Por fim, intenta olhar a partir de uma perspectiva da filosofia antropológica, portanto confessadamente “mundana” e limitada, para um problema que, em primeira instância, parece interessar principalmente aos teólogos e religiosos, mas que, por envolver uma esfera da vida que, de certo modo, abarca toda a humanidade, suscita a reflexão em todo aquele que se reconhece ligado com a humanidade, inclusive no sofrimento.

Palavras-chave


religião; espiritualidade; maldade; demoníaco; abuso; devoção; Deus

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2177-952X.2018v13i23p67-78

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A REVELETEO está indexada em:

Presente nas seguintes Bibliotecas: