Apresentação

Alfredo Teixeira, Peter Hanenberg

Resumo


Num momento em que as questões religiosas ocupam a agenda pública de muito modos, torna-se necessário identificar o papel da memória religiosa nos processos de transmissão cultural e nas dinâmicas de construção das identidades. É que a memória não se reduz a uma raiz única. Trata-se sempre de uma memória de memórias, marcada, no contexto das modernidades múltiplas, pelos trânsitos do religioso transnacional e global. Mas sublinhe-se, também, que a memória não é um fóssil, pois dialoga com o esquecimento e com a invenção.


Palavras-chave


Religião; Memória; Identidade; Europa

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1677-1222.2018vol18i3a1

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 REVER - Revista de Estudos da Religião