Filosofia da ciência, realismo crítico e teoria pós-keynesiana

Fabrício José Missio

Resumo


O trabalho resgata alguns dos debates travados no âmbito da filosofia da ciência, como aqueles envolvendo o positivismo lógico e o realismo crítico, a partir dos críticos mais referidos nesses debates, a saber, Popper, Kuhn e Lakatos. Posteriormente, apresenta-se a filosofia crítico-realista de Tony Lawson. O objetivo é retomar os argumentos que integram o realismo crítico e sua inter-relação com a teoria pós-keynesiana. As conclusões mostram que a ênfase sobre a incerteza, os processos históricos e a escolha real revelam o compromisso do pós-keynesianismo com algo aberto, estruturado e ontologicamente dinâmico, tal como elaborado e sistematizado dentro da abordagem do realismo crítico.

Palavras-chave


Metodologia; Realismo Crítico e Economia Pós-Keynesiana

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: