Os desequilíbrios da economia internacional: uma análise crítica do debate recente

André Moreira Cunha, Daniela Magalhães Prates, André Martins Biancareli

Resumo


Neste trabalho, se analisa a economia política dos desequilíbrios internacionais nos termos da assim chamada Hipótese Bretton Woods II (HBW II). A HBW II sugere que o sistema financeiro internacional está experimentando a emergência de um novo regime Bretton Woods de taxas de câmbio fixas em nível global, permitindo aos Estados Unidos financiarem seus elevados déficits externos a um baixo custo e por um largo período de tempo. Conseqüentemente, o endividamento externo crescente dos EUA não seria objeto de preocupação imediata. Explora-se os argumentos dos autores da HBW II e de seus críticos e, na tradição da economia política, tenta-se especular sobre as possíveis implicações dos desequilíbrios correntes sobre os países periféricos.

Palavras-chave


economia política dos desequilíbrios internacionais; Bretton Woods; estratégias de desenvolvimento; controles de capitais

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: