Considerações sobre a orientação externa da indústria brasileira na década de 90

Christiane Luci Bezerra Alves, Ivan Moreira Targino

Resumo


A indústria brasileira nos anos 90 sofre os reflexos do ambiente macroeconômico e das reformas estruturais implementas no Brasil; entre estas, destaca-se a rápida e profunda abertura comercial. Dada a magnitude e característica do processo brasileiro, este trabalho tem como objetivo identificar a existência de mudanças estruturais na orientação externa da indústria brasileira. Na composição das importações identifica-se nova mudança estrutural, a partir do peso dos setores intensivos em tecnologia, por um lado, e de bens de capital, por outro. Na estrutura de exportações, os setores intensivos em recursos naturais permanecem como dominantes, o que revela uma “fragilidade competitiva na indústria nacional”, que permanece extremamente dependente de bens baseados na agroindústria e em recursos naturais, de baixo valor agregado, com menor conteúdo tecnológico, mais dependente do mercado internacional de commodities.

Palavras-chave


Abertura comercial; indústria nacional; mudanças estruturais

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: