Financial Demand and Access to Credit in Low-Income Areas of Rio de Janeiro, Brazil

William Parienté

Resumo


Este artigo tem por objetivo avaliar os fatores determinantes da demanda por produtos financeiros e por microcréditos. Procura identificar a natureza e o grau de constrangimento da oferta de crédito nas regiões de baixa renda da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Essa análise está baseada numa pesquisa transetorial com 700 microempreendedores, clientes e não clientes de instituições microfinanceiras (IMFs) cariocas, em cinco localidades do Rio de Janeiro. O estudo traz evidências de que a demanda por produtos financeiros está ligada à propriedade de ativos e a alguns indicadores riqueza. Por outro lado, levando-se em consideração a demanda e necessidades dos microempreendimentos, o estudo demonstra a coexistência de vários tipos de fatores de racionamento no mercado de crédito — quantidade, preço e elegibilidade. Do lado da oferta, o estudo mostra que, apesar de as IMF atenderem às necessidades de parte dos clientes graças à dinâmica das políticas de incentivo utilizadas, ainda têm uma abrangência limitada e tendem a manter apenas os clientes mais seguros. Bancos e IMF estão criando, assim, um racionamento no mercado de crédito, especialmente para os microempreendimentos mais jovens que possuem necessidades creditícias importantes.

Palavras-chave


microempreendimentos; racionamento de crédito; acesso ao crédito; demanda financeira

Texto completo:

PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: