Economia e felicidade: elementos teóricos e evidências empíricas

Odirlei Aparecido Rodrigues, Pery Francisco Assis Shikida

Resumo


Este trabalho procura avaliar a relação da felicidade com o dinheiro (renda e/ou bens) na cidade de Cascavel (PR), por meio de aplicação de questionário. Como principais resultados, pode-se dizer que os três aspectos caracterizadores de felicidade apresentaram-se bem dispersos. Contudo, ao verificar os itens que mais ocorreram, nota-se que a saúde foi destaque singular, seguido de família, realização profissional/emprego, dinheiro/renda/bens, realização no amor, paz/tranqüilidade, outros valores pessoais e amizade/relacionamento. Quando se considerou a agregação de realização profissional/emprego com dinheiro/renda/bens, perfazendo o item economia, este ficou atrás do item saúde, mas ultrapassou família. Um insight importante está no fato de a relação de felicidade com a economia ser mais dicotômica quando se considerou o nível de renda. Nesse particular, para o indivíduo possuidor de altas rendas, o dinheiro não traz felicidade; no outro extremo, em que os recursos são escassos, mais dinheiro dá uma expressiva contribuição à felicidade das pessoas.

Palavras-chave


economia; felicidade; teoria; questionários; Cascavel (PR)

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: