Condicionantes da desigualdade de rendimentos entre as pessoas ocupadas na agricultura brasileira: uma análise cross-section através de modelos lineares gerais

Angela M. C. Jorge Corrêa, Maria Imaculada L. Montebelo, Idemauro A. Rodrigues de Lara

Resumo


Estuda-se a importância relativa de algumas variáveis explicativas para a desigualdade de rendimentos entre as pessoas ocupadas no setor agrícola do Brasil e suas regiões, com informações das PNADs-1999. Efetua-se decomposição estática do índice de desigualdade L de Theil. Constata-se que a posição na ocupação tem papel relevante, enfatizando e ratificando a importância da posse prévia de capital, riqueza e dos meios de produção na formação dos rendimentos do trabalho no setor. Através de um modelo de equação de rendimentos obtém-se a contribuição marginal das variáveis explicativas para a desigualdade e efetua-se a discussão dos diferenciais de rendimentos associados às mesmas.

Palavras-chave


agricultura; decomposição Estática; desigualdade; diferenciais de rendimentos; equação de rendimentos

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: