A EVOLUÇÃO FINANCEIRA DO SETOR DE QUEIMADOS, SUA LEGITIMIDADE, SEU FINANCIAMENTO E SUA COMPLEXIDADE DURANTE O PERÍODO DE 2002 A 2010

Antonio Pescuma Júnior, Aquilas Mendes, Paulo Cezar Cavalcante de Almeida

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo descrever o tratamento de pacientes com Queimaduras, após a publicação das portarias GM 1273/MS e GM 1274/MS de 2000, a sua legitimidade a partir de 2002, sua complexidade e os volumes financeiros destinados pelo Governo Federal no período de 2002 a 2010. Com relação à metodologia, foram obtidos dados por intermédio da plataforma DATASUS relacionados ao número de AIHs, ao financiamento no período de 2002 a 2010, ao total de hospitais, a quantidade de internações em UTI e fora da UTI, a média de permanência de internação e as taxas de óbitos. A principal conclusão deste estudo foi a maior concentração de volume financeiro na região sul e sudeste do país, a falta de acesso ao atendimento em outras áreas geográficas e a necessidade de mais Investimento em tecnologia (UTIs) no setor. Por fim, são feitas considerações acerca destes dados empíricos e sugestões para novas pesquisas.


Palavras-chave


Evolução Financeira, Produção, Alta Complexidade

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: