A Evolução Recente da Desigualdade entre negros e brancos no mercado de trabalho das regiões metropolitanas do Brasil

Natalia Augusto, José Eduardo Roselino, Andrea Rodrigues Ferro

Resumo


A sociedade brasileira é marcada por uma histórica hierarquização racial da população, de forma que negros e mestiços estão concentrados na base da pirâmide social brasileira. A despeito desse caráter estrutural, ao menos uma das dimensões da desigualdade racial na sociedade brasileira, relativa ao mercado de trabalho, tem apresentado modificações significativas no período recente. Este trabalho analisa a inserção do negro no mercado de trabalho nacional na história recente, a partir de considerações a respeito da questão racial no Brasil. Por meio do método Oaxaca Blinder, busca-se mensurar o diferencial do salário médio entre negros e brancos nos anos de 2002 e 2012 com base nos dados da PNAD. Os resultados expostos neste trabalho indicam que há uma diminuição no diferencial de salários, mas a parte não explicada – atribuída à discriminação por cor – tornou-se uma parcela maior desse diferencial no período estudado.


Palavras-chave


Desigualdade Racial; Mercado de Trabalho; Oaxaca

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: