O mercado de ações no Brasil (2003-2015): evolução recente e medidas para o seu desenvolvimento

Paulo José Whitaker Wolf, Giuliano Contento de Oliveira, Alex Wilhans Antônio Palludeto

Resumo


O artigo analisa o mercado de ações no Brasil entre 2003 e 2015, destacando sua evolução recente e sugerindo medidas para dinamizá-lo. Argumenta-se que o aumento da funcionalidade desse segmento do mercado de capitais no Brasil requer, além da estabilidade macroeconômica, da redução sustentada do patamar da taxa Selic e da revisão da institucionalidade da indexação financeira, a implementação de medidas coordenadas e orientadas para a sua dinamização, tais como: i) mecanismos tributários voltados para aumentar a permanência do investimento estrangeiro e a participação dos investidores domésticos nesse mercado; ii) mecanismos de proteção ao investidor minoritário; iii) redução dos custos de abertura e manutenção de companhias abertas; e iv) desenvolvimento permanente e organizado dos mercados de proteção ao risco.


Palavras-chave


Mercado de ações; economia brasileira; financiamento

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, J. S. G. de; CINTRA, M. A. M.; AVANIAN, Claudio; NOVAIS, L. F.; FILLETI, J. de P. Padrões de financiamento das empresas não-financeiras no Brasil. In: CARNEIRO, R. de M. (org.). Perspectivas da indústria financeira brasileira e o papel dos bancos públicos. Campinas: Cecon/IE/Unicamp: Rio de Janeiro: BNDES, agosto de 2009.

CAMPOS, E.; RODRIGUES, L. CMN aprova mudanças na aplicação de investidores estrangeiros no Brasil. Valor Econômico, São Paulo, 29 de setembro de 2014.

CARVALHO, F.C. et al. Mercado de ações. In: CARNEIRO, R.; CARVALHO, F.C. (Orgs.). Perspectivas da indústria financeira brasileira e o papel dos bancos públicos. Rio de Janeiro, RJ: BNDES, 2009a.

CARVALHO, F. C. et al. Mercado de títulos brasileiro. In: CARNEIRO, R.; CARVALHO, F.C. (Orgs.). Perspectivas da indústria financeira brasileira e o papel dos bancos públicos. Rio de Janeiro, RJ: BNDES, 2009b.

COSTA, F. N. da. Inovações financeiras para o financiamento de longo prazo. III Relatório de Pesquisa do Projeto Agenda Desenvolvimentista do IPEA, 2013.

HERMANN, J.; MARTINS, N. M. Mercado de ações no Brasil: o perfil de risco da expansão de 2004-2011. Análise Econômica, Porto Alegre, ano 30, n.58, p.87-120, set.2012.

IEDI. Financiamento voluntário de longo prazo no Brasil: análises e recomendações. Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial, 2010.

KEYNES, J. M. (1937) A teoria ex ante da taxa de juros. In: IPEA. Clássicos da literatura econômica. Rio de Janeiro: IPEA, 1992. p.335-341.

KEYNES, J.M. (1936). A teoria geral do emprego, do juro e da moeda. São Paulo, SP: Abril, 1983.

MINSKY, H. P. Stabilizing an unstable economy. New Haven: Yale Univ. Press, 1986.

MOREIRA, M. M.; PUGA, F. P. Como a indústria financia o seu crescimento: uma análise do Brasil pós-plano Real. Texto para discussão, n. 84, BNDES, Rio de Janeiro, outubro de 2000.

OLIVEIRA, G. C. O mercado de capitais brasileiro no período recente: evolução e singularidades. In: MARCOLINO, L.C.; CARNEIRO, R. (Orgs.). Sistema financeiro e desenvolvimento no Brasil: do Plano Real à crise financeira. São Paulo, SP: Atitude e Publisher, 2010.

OLIVEIRA, G.C. Financeirização da riqueza e dinâmica econômica. Ensaios FEE, Porto Alegre, v.30, n.2, pp.727-754, dez.2009.

PRATES, D. Keynes e a hierarquia de moedas: possíveis lições para o Brasil. Texto para discussão do IE/Unicamp, Campinas, n.137, out.2007.

ROCCA, C. A Soluções para o desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro. Estudos IBMEC 1. Rio de Janeiro, RJ: José Olympio, 2001.

ROCCA, C. A sustentabilidade do mercado de capitais e a recente turbulência internacional. In: VELLOSO, J. et al. Revolução no mercado de capitais do Brasil: o crescimento recente é sustentável? Rio de Janeiro, RJ: Elsevier/IBMEC, 2008.

SANT’ANNA, A. Decisões de financiamento via mercado de capitais no período 2004-2006. Revista do BNDES, Rio de Janeiro, v.15, n.30, pp.161-179, dez.2008.

SINGH, A. Corporate financial patterns in industrializing economies. International Finance Corporation, Word Bank, Washington, April, 1995.

TORRES FILHO, E.; MACAHYBA, L. O mercado de títulos de dívida corporativa no Brasil: avaliações e propostas. Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial, 2012.

TORRES, F. Só 7 empresas podem ter ações isentas de IR. Valor Econômico, São Paulo, 14 de julho de 2015.




DOI: https://doi.org/10.23925/1806-9029.2018v30i2p145-180

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: