A análise da convergência e das inter-relações dos indicadores macroeconômicos dos países integrantes do Mercosul

Divanildo Triches, Alexandre Bandeira Monteiro e Silva, Roberto Camps de Moraes, Soraia Santos da Silva

Resumo


O presente trabalho investiga processo de convergência e influência das variáveis macroeconômica nas economias integrantes do Mercosul. Para tanto, emprega-se a técnica econométrica causalidade de Granger, cointegração e função impulso-resposta que permite avaliar o padrão comum e de influência entre as séries temporais. Os resultados mostram que não é possível aceitar a hipótese de presença de raiz unitária para as séries taxa de crescimento do produto, taxa de desemprego, taxa de inflação taxa de juros e taxa de câmbio real. Os testes de causalidade, em geral, indicaram uma relação causal do Brasil e da Argentina para Paraguai e Uruguai à maioria das variáveis, com exceção da taxa de crescimento do produto. Excluindo-se a taxa de câmbio real, as funções impulso-resposta mostraram-se pouco expressivas, com valor em torno de zero, demonstrando a dissociação de comportamentos entre as variáveis macroeconômicas selecionadas para o Mercosul. Os efeitos dos choques, para o caso da taxa de câmbio real, duram de dois a cinco meses.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: