AS FORÇAS DO PATRIARCALISMO EM O CESTO, DE MIA COUTO: A VIUVEZ DA MULHER MOÇAMBICANA E A ESPERANÇA DE UM EMPODERAMENTO

Eliana Pereira de Carvalho

Resumo


O livro O fio das missangas, de Mia Couto, é composto de vinte e nove contos.   O cesto é o terceiro desse conjunto de ‘missangas’, sustentadas pelo fio narrativo desse autor moçambicano. Nesse conto, encontramos uma silenciosa mulher e seu moribundo marido, ambos anônimos, na tessitura de um instante de suas vidas. A proposta deste trabalho será o de descrever os silêncios que configuram a personagem feminina do conto O cesto, de Mia Couto, relatando os apagamentos produzidos pela dominação e submissão patriarcal, representadas, na narrativa, pela figura do marido e do cesto. Dentro desse contexto patriarcal, pretendemos, ainda, verificar o empoderamento feminino numa dicotomia possibilidade-viuvez/impossibilidade-morte.

Palavras-chave


O cesto. Mia Couto. Patriarcalismo. Empoderamento feminino.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




     INDEXADORES: