A ACTA DE INAUGURAÇÃO DOS CANAES DE DRENAGEM À LUZ DA HISTORIOGRAFIA LINGUÍSTICA

Andréa Pisan Soares Aguiar

Resumo


A fim de procedermos ao estudo da relação entre língua e história, tomamos como base os princípios teórico-metodológicos da Historiografia Linguística propostos por Koerner: o princípio da contextualização, o princípio da imanência e o princípio da adequação teórica. Ao analisarmos o gênero textual ata, percebemos que as modificações na materialidade linguística do texto ocorreram ao longo do tempo para responder às transformações socio-históricas. Por um lado, não foram observadas mudanças significativas quanto à estrutura e ao conteúdo entre a Acta de Inauguração dos Canaes de Drenagem de Santos, manuscrito redigido em 1907, e as orientações apresentadas nos manuais em relação à redação desse gênero textual na atualidade. Tal fato parece indicar que documentos oficiais tendem a conservar historicamente sua estrutura composicional. Por outro lado, notamos que a tecnologia, hoje presente nos mais variados contextos, influenciou o conteúdo, bem como a forma de distribuição e arquivamento do documento em questão.


Palavras-chave


Letras. Língua Portuguesa. Historiografia linguística

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




     INDEXADORES: