Carreiras “Exóticas”: o que Administradores Podem Aprender com as Vivências de Artistas, Atletas e Outros Profissionais

Lucia Barbosa de Oliveira

Resumo


As mudanças no mundo do trabalho observadas nas últimas três décadas vêm impondo fortes pressões sobre jovens e futuros administradores que ali buscam encontrar seu espaço. No presente estudo, de caráter exploratório, procura-se trazer o olhar de pessoas que optaram por caminhos profissionais relativamente diferentes dos de um administrador, com o objetivo de identificar lições que possam ser úteis nesse novo contexto. Por meio de 91 entrevistas com profissionais de carreiras aqui chamadas de “exóticas”, buscou-se analisar como se deram suas escolhas e sua trajetória profissional. Os resultados mostram que as escolhas se pautaram em seis diferentes motivos, com destaque para o dom ou vocação. A ausência de planos futuros para a carreira também foi verificada, seja pela satisfação com a condição atual ou por uma dificuldade de se perceber essa possibilidade. Os problemas enfrentados estão tipicamente associados a características específicas das profissões escolhidas, enquanto o reconhecimento aparece como um fator determinante para a percepção de sucesso, mas com variações em relação ao alvo desse reconhecimento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20503/recape.v1i2.8879

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.