Ascite meconial - relato de caso

Celeste Gomez Sardinha Oshiro, Mariana Baptista Nishida, Natalia Novo Natalício, Patrícia Cunha Tagliaferro, Marco Aurélio Ciríaco Padilha

Resumo


INTRODUÇÃO: A ascite meconial resultante da perfuração intestinal fetal tem baixa incidência (1:30.000 nascimentos) e elevada mortalidade (50%). Os achados ecográficos fetais incluem ascite e calcificações intra-abdominais. OBJETIVO: Relatar um caso de ascite meconial neonatal no Conjunto Hospitalar de Sorocaba. METODOLOGIA: Descrição do referido caso e revisão de literatura. RELATO DE CASO: Recém-nascido de J.A.P., masculino, de parto cesáreo por iteratividade em 12/05/2016, cuja mãe com 44 anos, sem intercorrências no pré-natal, negou consanguinidade, vícios e infecções; ultrassonografia obstétrica evidenciou ascite moderada, circunferência abdominal >p95, hepatomegalia e hidrocele. Ao nascimento, idade gestacional 3 8 2 /7 semanas, peso=3630g, comprimento=49 cm, Apgar 8/9. Apresentava abdome globoso, fígado a 4 cm do rebordo costal direito e hidrocele volumosa. Realizada paracentese com saída de 310 ml de líquido esverdeado (meconial). No 5o dia de vida, durante laparotomia, observou-se aderência de alças intestinais, perfuração de íleo terminal a 8 cm da vávula íleo-cecal, sendo realizada ileostomia. O anátomo-patológico de apêndice cecal evidenciou processo inflamatório crônico, neovascularização e fibrose. Paciente recebeu nutrição parenteral por 14 dias; houve progressão da dieta do 6o ao 36o dia de vida, recebendo alta em aleitamento materno e boa recuperação clínica. CONCLUSÃO: A ascite meconial por perfuração intestinal deve ser considerada no diagnóstico diferencial de ascite fetal. O diagnóstico ecográfico pré-natal é fundamental para o prognóstico pós-natal.

Palavras-chave


recém-nascido; ascite meconial

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba. ISSN eletrônico 1984-4840



Apoio: ..............................................................................................................................................

  



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.