Cidade/invisibilidade e cidade/estranhamento: São Paulo antes e depois da lei "Cidade Limpa"

Maria Ogécia Drigo

Resumo


O propósito deste artigo é refletir sobre a relação entre a publicidade de rua e o contexto
urbano na cidade de São Paulo antes e depois da lei “Cidade Limpa” e apresentar sugestões
para que esses sistemas de signos estabeleçam diálogos. O percurso metodológico que tomou
o contexto urbano e a publicidade de rua como sistemas de signos, segundo a semiótica
de Charles S. Peirce, se deu com coleta de dados — registros fotográficos ou recortes de
lugares da cidade —, análise e elaboração de sugestões fundamentando-se em ideias de
Lynch, sobre contexto urbano; Legorreta, sobre a educação do olhar para a arquitetura e de
Baudrillard sobre publicidade, notadamente o conceito de funcionalidade. A relevância do
estudo se deve ao fato de que as sugestões são pertinentes para múltiplos contextos urbanos
e culturais, bem como por considerar que reflexões sobre a paisagem urbana são importantes
aos profissionais da comunicação.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM