Relações entre comunicação, vivência e discurso em Vigotski: observações introdutórias

Gisele Toassa

Resumo


Tendo como fonte uma pesquisa histórico-conceitual, o objetivo deste texto é debater as complexas relações de transição entre comunicação, vivência e discurso na obra de L. S. Vigotski, explorando sua evolução no pensamento do autor. Particular atenção será dada ao problema da inefabilidade, ou seja, das dificuldades de expressão da vivência e do pensamento no discurso, que permeiam tanto ordinários discursos cotidianos quanto processos mais complexos de criação verbal. Explicam-se tais fenômenos a partir de um breve panorama das influências, mormente no campo da crítica literária, sobre o autor na sua primeira obra, A Tragédia do Hamlet, Príncipe da Dinamarca, procurando, a seguir, tratar das peculiaridades adquiridas pela transição entre as vivências estéticas e o discurso, na Psicologia da Arte. Por fim, debatem-se os termos "vivência" e "sentido" na teoria histórico-cultural e suas relações com a transição pensamento-discurso na obra A Construção do Pensamento e da Linguagem, enfocada como obra de Psicologia da linguagem.

Palavras-chave


inefabilidade; Lev Semionovich Vigotski (1896-1934); crítica literária; vivências

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.