Escrita, texto e leitura: questões para o ensino da psicologia

Eveline Bouteiller

Resumo


Neste relato de experiência profissional, pretende-se relacionar escrita, texto e leitura e seu papel na produção de conhecimento durante a formação acadêmica do psicólogo e os cursos de pós-graduação. O lugar da escrita tem sido burocrático, pois escrever na maior parte das vezes serve apenas como avaliação, o que significa que o aluno repete o que já é sabido. O entrelaçamento entre leitura e escrita - e é assim que o texto deve ser entendido - também se dá em termos semelhantes: lê-se muito para adquirir o conhecimento e para aprender a escrever como a academia prefere ler. Escrever e ler passarão a ser importantes na formação do psicólogo quando forem entendidos como processos criativos, atribuidores de sentidos novos, quando a escrita deixar de ser apenas forma de avaliação.

Palavras-chave


escrita; leitura; texto; formação do psicólogo

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.