Família contemporânea e as funções parentais: há nela um ato amor?

Márcia Aparecida Vitorello

Resumo


Tendo em vista que a estruturação psíquica do sujeito, suporte das aprendizagens, depende dos modos de relação da criança com os pais, tecemos uma discussão sobre as funções parentais na família contemporânea. O artigo foi construído a partir da escuta de alunos do curso de Pedagogia sobre as observações de crianças realizadas para a disciplina de Psicologia da Educação. Partindo dessa experiência, foi elaborada uma reflexão teórica com enfoque na Psicanálise freudo-lacaniana a respeito de como os adultos da cultura atual têm desempenhado as funções parentais e seus impasses na estruturação da subjetividade dos sujeitos filhos. Foram evidenciadas as mudanças nas configurações sociais e nas formas de subjetivar dos sujeitos na contemporaneidade. Tal discussão permite aos discentes do campo da educação formular novas maneiras de compreender os sujeitos das aprendizagens.

Palavras-chave


família contemporânea; funções parentais; subjetividade; sujeito; Psicanálise; Educação

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.