A Educação Infantil em busca de identidade: análise crítica do binômio “cuidar-educar” e da perspectiva anti-escolar em Educação Infantil

Juliana Campregher Pasqualini, Lígia Márcia Martins

Resumo


O presente ensaio apresenta uma análise crítica do binômio “cuidar-educar” e da perspectiva anti-escolar em Educação Infantil, proposições que emergem no contexto da busca pela especificidade do trabalho pedagógico junto à criança pequena. A argumentação pretende evidenciar que o slogan “cuidar-educar” pouco contribui para o avanço no entendimento das especificidades do ensino infantil e que a perspectiva anti-escolar aponta para uma diluição das fronteiras entre a educação escolar infantil e outras agências socializadoras, acarreta a descaracterização do papel do professor e revela um compromisso político divergente das necessidades das famílias das classes populares. Apresenta-se, por fim, um breve relato de experiência que sustenta a defesa da compreensão da escola de educação infantil como instituição de socialização do conhecimento.

Palavras-chave


educação infantil, cuidar-educar, perspectiva anti-escolar

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.