CORPO, NATUREZA E SOCIEDADE NAS MINAS (1680-1730)

Maria Odila Leite da Silva Dias

Resumo


Trata-se de uma leitura interpretativa do tratado de medicina Erário mineral, escrito em 1735 por um cirurgião licenciado, resumindo  conhecimentos acerca das doenças e das virtudes medicinais  das plantas nas minas de ouro do Brasil. Interessa  ao estudo da forma  ao de uma cultura híbrida dos costumes relativos ao corpo humano na época da mineração, pois contem receituários, boticas e feitiços das tradições populares do norte de Portugal,  dos Índios carijós, de escravos  mina e bantu. A profunda o estudo da circularidade de conhecimentos eruditos e populares e do convívio de camadas diferenciadas  da cultura de fins do século XVII, relativos  a cirurgia, anatomia, farmácia, alquimia,  feitiços e simpatias. Explora formas de convívio dos corpos na sociedade escravista  da minera ao, modos de ser coletivos,  solidariedades, sociabilidades nas quais ainda não existiam as esferas de intimidade  e o  individualismo da ideologia burguesa no século XVIII.

 


Palavras-chave


Medicina popular; alquimia; anatomia; ervas medicinais; culturas do corpo; séculos XVII e XVIII.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


________________________________________________________________________________________________________

Apoio:

 

Projeto História está indexada em: