CUBA: ESTADO E SOCIEDADE CIVÍL UMA RELAÇÃO AMBÍGUA

Olga Cabrera, Rickley Leandro Marques

Resumo


Em Cuba, nos primeiros anos do processo revolucionário iniciado em 1959, houve uma interessada confussão entre os conceitos sociedade civil e Estado, tal qual se colocou em pauta naqueles anos pela liderança política. A primeira foi construída, desde o discurso político, principalmente o de Fidel Castro, como idéntica ao Estado. Se constituiu em um fato comum falar de povo e Governo, nesse caso o Governo Revolucionário. Neste trabalho tentaremos ver como isso afetou, durante muitos anos, a constituição da sociedade civil em Cuba e pelo tanto o desenvolvimento do processo de democratização do país. A prolongada crise econômica cubana foi provocando uma ruptura na visão do Estado paternalista, abrindo também uma possibilidade de construir uma saída democrática e mais consistente para o país. Independente do bloquéio comercial de Estados Unidos, a crise econômica decorre também pelos obstáculos impostos às possibilidades de crescimento interno devido à carência de autonomia da sociedade civil.


Palavras-chave


Cuba; democracia; crise economica; sociedade civil

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


________________________________________________________________________________________________________

Apoio:

 

Projeto História está indexada em: