ENTRE INSULTOS E NACIONALISMOS: O DOCUMENTÁRIO NA CRÍTICA CINEMATOGRÁFICA BRASILEIRA (1920-1950)

Cássio Tomain

Resumo


O artigo se beneficiou da digitalização do acervo das revistas Cinearte e Scena Muda pela Biblioteca Jenny Klabin Segall, pertencente ao Museu Lasar Segall, com o patrocínio da Petrobrás, para mapear o pensamento cinematográfico brasileiro a respeito do documentário e do cinema de não-ficção entre as décadas de 1920 a 1950. Trabalho que proporcionou um quadro de como o cinema de não-ficção encontrou tanto defensores quanto críticos severos no Brasil e como curiosamente esta crítica cinematográfica foi tomando contornos diferentes ao longo dos quase 30 anos de publicação e circulação das revistas.

Palavras-chave


Documentário; Crítica Cinematográfica; Cinearte; Scena Muda

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


________________________________________________________________________________________________________

Apoio:

 

Projeto História está indexada em: