Desafio em saúde pública: tratamento etiológico da doença de Chagas na fase crônica

Renata de Abreu Pedra, Raquel Aparecida de Oliveira, Carolina Guilherme Prestes Beyrodt, Hudson Hübner França

Resumo


A Doença de Chagas é uma doença negligenciada. Os grandes laboratórios farmacêuticos não se interessam em pesquisar novas drogas que vendem pouco e atingem uma população pobre e excluída economicamente. No Brasil, apenas o benzonidazol está disponível para o tratamento. Na fase aguda da doença, não há dúvidas quanto à sua eficiência, porém quanto à fase crônica, as opiniões não são unânimes. O objetivo deste estudo foi realizar revisão bibliográfica sobre o tema. Este assunto é relevante devido ao caráter endêmico da doença na América Latina e à escassez de artigos de revisão sobre o assunto. Apesar da falta de erradicação completa do parasita, acredita-se que o tratamento na fase crônica da infecção pode prevenir o desenvolvimento de cardiomiopatia severa.

Palavras-chave


doença de Chagas; doença crônica; cardiomiopatia chagásica; terapêutica

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.