Um Modelo Transacional de Semiótica Peirciana

Steven Skaggs

Resumo


Na tradição semiótica peirciana, a distinção entre processo e estágios discretos põe um problema interessante, já que, como com qualquer distinção entre um continuum e os elementos que o compõem, uma perspectiva peirciana deve confrontar a questão de como é feita a transformação entre o fluxo procedural sem costuras (semiose) e os estágios isolados (tríades) que o perfazem.Há quatro conceitos na semiótica peirciana nos quais essa questão está especialmente exposta: duas concepções do objeto dinâmico, tradução e o percepto. Este artigo tem duas partes: a primeira revisa esses conceitos e as questões apresentam para reconciliar tríade e continuum; a segunda parte apresenta um modelo peirciano que busca reconciliar os paradoxos.

Palavras-chave


Continuum; Tríade; Signo; Semiose; Objeto do signo; Tradução; Percepto

Texto completo:

PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: