Revisitação da teoria convergente da verdade de Peirce

James Jakób Liszka

Resumo


A teoria convergente da verdade de Peirce é uma abordagem intuitiva e razoável da verdade. No seu sentido mais geral, vincula a verdade aos resultados da investigação. De acordo com a máxima pragmática, Peirce percebeu que as consequências práticas de afirmações verdadeiras são de trazer investigações à fruição e resolver opinião. No entanto, a teoria da verdade de Peirce é muitas vezes difamada e mal-entendida. Argumenta-se, aqui, que uma vez que se entende que a teoria convergente é uma inferência e generalização oriunda do notável teorema matemático conhecido como a Lei dos Grandes Números, e como esse teorema fornece certeza matemática à indução como o cerne do método científico, muitos dos problemas desaparecem. Parte do mal-entendido também se deve ao fato que Peirce tinha três sentidos distintos de convergência, os quais muitos comentadores confundem ou interpretam erroneamente. Com esse entendimento, será mostrado que ao contrário das análises de Cheryl Misak e Christopher Hookway, Peirce argumenta que investigação persistente por bons métodos não é apenas um ideal regulador para atingir a verdade – uma esperança intelectual – mas uma possibilidade comprovada matematicamente que já resultou em verdades estabelecidas.

Palavras-chave


Teoria Convergente da verdade; Peirce.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2316-5278.2019v20i1p91-112

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.