Perfectividade no interpretante energético de Peirce

Donna E. West

Resumo


Esta investigação ilustra como o Interpretante energético de Peirce facilita a conscientização entre os usuários de signos. Peirce caracteriza o Interpretante energético/existencial como “empenho” e “esforço” (CP 4.536, MS 318). Por forçar a atenção e a progressão da ação, o Interpretante energético destaca as relações de signos atomísticos/pontuais de causa e efeito apresentando junções entre os eventos: começo, meio e fim. A Primeiridade e a Terceiridade subjacentes perpetuam ainda mais o componente pontual (VENDLER, 1967) presente nas relações de ação, operacional quando o esforço produz resistência contra um sentimento/força oposta. O esforço é, no entanto, apenas um lado do Interpretante energético de Peirce; o lado oposto (e muitas vezes mais superveniente) ocorre quando os elementos externos têm (“Perceptuações”) um papel mais ativo (MS 339, 1905) na destruição de crenças/ações anteriores (CP 8.330, 1904). Os Interpretantes energéticos podem inibir (Segundidade), ou seja, resultar em atenção a um estímulo, enquanto ignoram outro. No entanto, inibir/resistir conscientemente a uma força (por meio de Interpretantes energéticos) introduz o controle além de si mesmo—reflexos do outro sobre os atos conscientes de um agente (MS 318). Essa influência entre interlocutores satisfaz a máxima de Peirce de um “lugar comum para ficar” (MS 614), demonstrando compreensão mútua do efeito próprio do signo (CP 5.475). De fato, os Interpretantes energéticos podem resultar em um efeito de tal proporção sobre um ou ambos os interlocutores que uma mudança de hábito se materialize. Assim, os Interpretantes energéticos condensam a perfectividade exercida por esforços particulares, sugerindo a probabilidade de seu sucesso discursivo.

Palavras-chave


Aspecto; Esforço; Fema; Interpretante energético; Peirce; Segundidade.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2316-5278.2020v21i1p152-164

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: