Destino e condicionalidade: os pragmatismos melhorativos de Ralph Waldo Emerson e Fukuzawa Yukichi

David Dilworth

Resumo


O artigo desenvolve uma hermenêutica comparativa dos “mundos da vida” da América do Norte continental e do círculo Pacífico do Japão Meiji através de uma interface das articulações protopragmáticas de Ralph Waldo Emerson (1803-1882) e Fukuzawa Yukichi (1835-1901). Ainda relevante no mercado de ideias atuais, The Young American (1844), de Emerson, e Outline of a Theory of Civilization (1875), de Fukuzawa, foram possibilidades melhorativas pioneiras da modernidade meritocrática na civilização pós-patriarcal e pós-feudal.

Palavras-chave


Civilização; Emerson; Cidadania livre; Fukuzawa; Melhoria; Modernização do Japão; Pragmatismo americano.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2316-5278.2020v21i1p45-67

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: