Rústicos e civilizados: representações da sociedade, do espaço e do homem mineiro

Patrícia Vargas Lopes de Araújo, Thiago Henrique Mota Silva

Resumo


Este artigo tem por objetivo a análise dos escritos de José João Teixeira Coelho (1780) e Diogo Pereira Ribeiro de Vasconcelos (1807), funcionários da Coroa Portuguesa entre finais do século XVIII e começo do XIX com intuito de, a partir desses textos, compreender as representações e formulações constituídas acerca do ordenamento do território das Minas Gerais, bem como as perspectivas com relação à civilidade e urbanidade de sua população. Procura-se problematizar como tais autores expressaram a preocupação com relação à ideia de regularidade e de ordenamento do espaço e de como estes implicariam também o conhecimento da população e a observância de ações que levassem à condição de civilização da sociedade.

Palavras-chave


Memórias históricas; Ocupação do espaço; Minas Gerais

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.