História, arte e atitude educativa: tensões étnicas e políticas

Manuel Coelho Albuquerque

Resumo


Este artigo analisa as tensões geradas entre as novas ações e representações construídas sobre os índios nas décadas de 1970 e 80 e algumas imagens e concepções tradicionais a respeito desses povos. Destaca-se o papel educativo das artes na formação e na sensibilização da sociedade brasileira para as questões da etnicidade, direitos e cidadania dos povos indígenas. As artes (música, cinema, teatro...) se alimentavam das aspirações de movimentos sociais e ao mesmo tempo colaboravam para a fixação de concepções que se confrontavam com certas imagens estabelecidas, ou reforçavam outras, como às da pretensa inevitabilidade do “desaparecimento indígena”. Neste sentido, os novos significados de canções e obras literárias, por meio de releituras deste universo de transições, configuram-se em ações e discursos que se opõem e dialogam com algumas concepções tradicionais.

Palavras-chave


História e Educação; Arte; Etnicidade

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.