Imagens do Holocausto em Maus, de Art Spiegelman, e em Os emigrantes, de W. G. Sebald: o que os quadrinhos e a literatura nos ensinam sobre a realidade e a ficção

Larissa Silva Nascimento, Michelle Santos

Resumo


Este trabalho investiga a tradição imagética presente nas representações do Holocausto, procurando assinalar a problemática relação entre realidade e ficção nas obras Maus (2005), escrita por Art Spiegelman, e Os emigrantes (2009), de Winfried Georg Maximilian Sebald. Compreende-se que, como ocorre nos livros aqui estudados, as imagens podem autorizar a veracidade de narrativas literárias, pois, ao inseri-las no texto, os escritores constroem uma sensação de real e, ainda, ampliam as possibilidades de representações do Holocausto.

Palavras-chave


Holocausto; Imagem; Texto; Realidade; Ficção

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.