O homem que pintava a cidade por meio de palavras: cenas urbanas natalenses construídas a partir das crônicas de Henrique Castriciano

Gabriela Fernandes de Siqueira

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar as cenas urbanas presentes nas crônicas de Henrique Castriciano, publicadas em periódicos que circulavam em Natal no início do século XX. Esse flâneur natalense construiu, por meio de seus textos, várias imagens da cidade, marcadas pela ambivalência de um sujeito que vivenciava o início do processo de modernização de uma Natal que era representada como possuindo hábitos ainda provincianos. Mais do que um mero observador, Castriciano foi um sujeito que sentiu a cidade. Suas crônicas não são apenas enunciados descritivos, mas são textos emocionalmente valorativos, que qualificam os espaços, demonstram sentimentos e criam uma visão particular do processo de modernização da cidade.

Palavras-chave


Castriciano; Cenas urbanas; Flâneur; Natal

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.