Britain Need’s you at once! Quando o Estado precisa de seus cidadãos

Paulo Cristelli

Resumo


O objetivo deste artigo é problematizar a utilização dos cartazes de propaganda durante a Segunda Guerra Mundial pelo governo britânico. Estes cartazes eram produzidos pelo Ministério da Informação, e se apossavam de diversos elementos do imaginário britânico para, em um profundo trabalho semiótico, re-significar estes elementos, criando intenções de uma manutenção social e cultural. O cartaz ocupa um espaço de grande importância na cidade moderna, principalmente após as mudanças que este sofreu na Primeira Guerra Mundial, onde passa a ser um duplo de texto e imagem articulados em um mesmo discurso. Sendo afixados nos lugares de maior movimento das cidades, estes elementos da propaganda do Estado entram diretamente na vida cotidiana dos cidadãos ingleses, que experimentam a guerra de diversas formas. A problemática com os cartazes pode abrir campos de investigação com relação às formas de tentativas de mudança e de controle social pelo Estado, à recepção das mensagens por parte da população, suas tensões e suas formas de representação.

Palavras-chave


Propaganda; Segunda Guerra Mundial; Cartazes; Fascismo; Inglaterra

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.