O paradigma ´Jornalismo Digital em Base de Dados´: modos de narrar, formatos e visualização para conteúdos

Suzana Oliveira Barbosa, Vitor Torres

Resumo


Neste artigo, retomamos formulações anteriores acerca do Paradigma Jornalismo Digital em Base de Dados (JDBD) no jornalismo contemporâneo para refletir sobre sua preponderância crescente, apontando extensões para o modelo. Uma das mais visíveis e sobre a qual nos centramos é o que se vem chamando Jornalismo Guiado por Dados, considerada aqui como uma das vertentes do JDBD, pois está no escopo de abrangência do seu conceito. A partir do referencial teórico e do mapeamento de exemplos empíricos, inferimos que as novas extensões do JDBD materializam, principalmente, modos de narrar, de compor as peças informativas, de formatos variados para os conteúdos, bem como para apresentação das informações jornalísticas. Assim, é possível indicar a conformação de hipernarrativas ou narrativas interativas dinâmicas, de cariz complexo, também afinadas com o que se denomina estética base de dados.

Palavras-chave


Jornalismo; Jornalismo Digital em Base de Dados; Cibercultura

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM