Rumo a uma ciência da arte?

Ronaldo Bispo

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar e discutir hipóteses de trabalho para o problema
das relações entre arte, cérebro, percepção e prazer estético avançadas no contexto
de dois volumes do periódico Journal of Consciousness Studies, bem como no contexto
do projeto de pesquisa de doutoramento realizado pelo autor. Pensar, principalmente
dos pontos de vista neurofisiológico, biológico e evolutivo, o que predispõe um ser humano
positiva ou negativamente para alguns objetos estéticos. Parte-se da hipótese de
que a experiência sensí­vel, internalizada na evolução filo e ontogenética da espécie,
dotou-nos de dispositivos (olhos, neurônios etc) e modos de funcionamento orgânicos
(processamento paralelo da percepção visual etc) determinantes do caráter lí­mbico de
nossas elaborações diante de sistemas estéticos.
Palavras-chave arte, mente, cérebro, cognição, consciência, experiência estética, prazer estético,
evolução, neurofisiologia
Abstract Article’s goal is show and discuss some work hypothesis to the problem of the
relation between art, brain, perception and esthetic pleasure advanced in the context
of two volumes of the Journal of Conciousness Studies, as well in the context of the
author’s doctorate research project. Think, mainly from evolutive, biological and
neurophisiological points of view, what predispose a human being positively or
negatively to some esthetic objects. Depart from the hypothesis that sensitive experience,
embodied during the filo and ontogenetic evolution of the specie, give us some
devices (eyes, neurons etc) and organic ways of functioning (visual parallel distributed
process etc) crucial to the limbic feature of our reactions in front of esthetic systems.
Key words art, mind, brain, cognition, consciousness, esthetic experience, esthetic pleasure, evolution, neurophisiology

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM