Construção da mentira em Paisaje Cubano con Lluvia de Leo Brouwer: uma análise semiótica

Sidney Molina

Resumo


Este artigo analisa a peça musical Paisaje Cubano con Lluvia (1984), composta pelo
cubano Leo Brouwer (1939) para quatro violões, utilizando as categorias da semiótica
discursiva. Considerando as possibilidades musicais da teoria greimasiana desenvolvidas
por Tarasti e Monelle, o texto trata da relação entre plano de expressão e plano de conteúdo
na música instrumental, revelando como o virtuosismo composicional de Brouwer
na estrutura profunda, gramática narrativa e estrutura discursiva pode ser oculto sob
uma aparente simplicidade na manifestação.
Palavras-chave música instrumental, narratividade, quadrado semiótico.
Abstract This article analyzes the musical piece Cuban Landscape with Rain (1984), composed
by the Cuban Leo Brouwer (1939) for four guitars, using the categories of the
discursive semiotics. Considering the musical possibilities of the greimasian theory developed
by Tarasti and Monelle, the text examines the relation between the expression
plane and the contents plane in the instrumental music, showing how the compositional
virtuosity of Brouwer in the deep structure, narrative grammar and discursive structures
can be hidden under an apparent simplicity in the manifestation.
Keywords instrumental music, narrativity, semiotic square.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM