Claro e confuso: a mistura de imagens no cinema

Jacques Aumont

Resumo


No cinema, a mistura de imagens é um procedimento narrativo que pode ser obtido
a partir da superposição de dois ou mais planos filmados. Este recurso vem sendo utilizado
desde a fase do cinema mudo até os cineastas de vanguarda; pode ser facilmente
observado tanto em filmes hollywoodianos quanto experimentais. Ao superpor imagens
num mesmo quadro, o cinema nos obriga a pensar no estatuto e na “lógica” da imagem
em movimento, estimulando-nos a entender, em última instância, o próprio processo de
percepção e de constituição do sentido a partir de sua articulação no interior do plano ou
entre planos. É da problemática da instauração e da apreensão perceptual e conceitual
dessas imagens “misturadas” que este artigo se ocupa, valendo-se das relações possí­veis
entre cinema, pintura e fotografia.
Palavras-chave cinema, imagem, mistura, percepção, sentido
Abstract In cinema, the dissolving of one image into another is a narrative procedure that
is obtained through the juxtaposition of two or more shots. This resource has been
utilized ever since the silent film era through to the vanguard filmmakers. It is present
as much in Hollywood blockbusters as in experimental films. In superimposing images
within a single frame, the cinema obliges us to in perceive the logic of the images in
movement, leading us eventually to understand the actual process of perception and
constitution of meaning through its articulation either within a single shot or between shots. This article is concerned with the issue of establishing these blended images and
their perceptual, conceptual comprehension, exploring the possible relations between
cinema, painting and phothograpy.
Key words cinema, image, dissolve, perception, meaning

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM