Margens do jornalismo: linguagem e discurso

Rosana de Lima Soares

Resumo


Este artigo busca deslocar as reflexões sobre o jornalismo para o campo de confluência das teorias constituintes das ciências da linguagem, tendo em vista a elaboração de uma abordagem diferenciada em relação ao fazer jornalístico. Essa inserção especifica uma prioridade coerente com os fundamentos que apresentamos: a língua como instituição social fundante, o discurso como laço social, o inconsciente como conceito operador das articulações. Serão apresentados os pressupostos teóricos de tal articulação e, em seguida, demonstraremos seu modo de operação, tomando como exemplo a cobertura dos atentados de 11 de setembro de 2001, ocorridos nos Estados Unidos, e as formas como foram relatados pelas mídias.

Palavras-chave: jornalismo; narrativa; discurso; linguagem; produção de sentidos

Abstract

Margins of journalism: language and discourse - This article attempts to shift theoretical reflections on journalism toward the field of confluence of the theories that constitute Language Sciences, based on a different approach to the practice of journalism. The sustained theoretical filiations determine a set of priorities compatible with the fundaments presented here, i.e., language as a founding social institution, discourse as a social bond, and the unconscious as an operative concept of these articulations. The first part of the article introduces the theoretical postulations of this articulation, followed by a demonstration of its mode of operation, using as an example the events of 9/11 in the United States and how they were covered by the media.

Key words: journalism; narration; discourse; language; production of meaning

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM