Fotografia e representação do sofrimento

Carolina Sá-Carvalho Pereira, Mauricio Lissovsky

Resumo


A partir do confronto de três fotografias — a “Madonna dos cortiços”, de Lewis Hine, a “Mãe migrante”, de Dorothea Lange, e a imagem estampada de João Hélio na camiseta de sua mãe —, este trabalho investiga as transformações da representação do sofrimento e da dor. A dimensão pública destas fotografias permite acompanhar, por intermédio da imagem da mãe que sofre, as mudanças na natureza do espaço público e o papel decisivo do discurso das vítimas na constituição de sua feição contemporânea.

Palavras-chave


fotografia; sofrimento; representação; vítima; espaço público

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM