Do fato ao acontecimento: tensividade em reportagem telejornalística

Maria Lúcia Vissotto Paiva Diniz

Resumo


O fato, um instante que sobrevém na continuidade amorfa do cotidiano, torna-se acontecimento na reportagem telejornalística, capaz de produzir um instante de plenitude nos telespectadores. Analisada na fusão da imagem e do relato, segundo as dimensões da gramática tensiva, uma reportagem (2007) será investigada em dois eixos tensivos distintos: (1) o eixo da sintaxe intensiva, que trata do andamento, na relação aceleração/afrouxamento, e da tonicidade, na relação amplificação/atenuação; (2) o eixo da sintaxe extensiva, que trata da temporalidade e da espacialidade, na relação concentrado/difuso, triagem/mistura. As relações e gradações contidas no texto evidenciarão o “fascínio” da práxis enunciativa pela dimensão concessiva e o conjunto de práticas e operações textuais e culturais que ela aciona, permitindo que o prosaico material do mundo natural torne-se um verdadeiro e único espetáculo.

Palavras-chave


intensividade; extensidade; sobrevir; conseguir; concessão

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM