A função emotiva em perspectiva intercultural

Olga Donata Guerizoli Kempinska

Resumo


Este artigo propõe uma discussão sobre a relação entre a função emotiva e o multilinguismo. Ao problematizar as duas principais abordagens teóricas dessa relação, a visão da língua materna como o único verdadeiro veículo das emoções, por um lado, e, por outro, a visão da segunda língua como uma possibilidade de uma recombinação criativa dos scripts emocionais, o artigo insiste no interculturalismo como uma perspectiva válida para a pesquisa das emoções na linguagem humana.  Confrontando as reflexões teóricas de Anna Wierzbicka e de Aneta Pavlenko, ambas influenciadas pela emigração, com a situação cada vez mais desterritorializada da linguagem poética, o texto visa a enfatizar a ambivalência da articulação discursiva das emoções.



Palavras-chave


função emotiva; multilinguismo; linguagem poética

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM