“De Westeros no #vemprarua à shippagem do beijo gay na TV brasileira”. Ativismo de fãs: conceitos, resistências e práticas na cultura digital

Adriana Amaral, Rosana Vieira Souza, Camila Monteiro

Resumo


A partir do entendimento de que o ativismo de fãs é uma forma de resistência no âmbito criativo e cultural, buscamos aqui discutir a mobilização desses grupos de fãs em prol de seus ídolos, bem como discutir sobre como a busca por intimidade e a relação de proximidade celebridade/fã são propulsoras de uma série de atividades que delineiam, (re)definem e ultrapassam as fronteiras do fandom. Observamos, a partir de reflexão teórica sobre tais fenômenos e discussão de exemplos do cotidiano, como o rico universo das práticas e produções digitais desse universo – fanfics, fanvids, fanzines, etc. – produzem eventos socioculturais – “rolezinho”, crowdfunding, fanmades em protestos – ressignificando o que entendemos como resistência e problematizando a dualidade existente entre o “mundodo consumo e da cultura pop” e o “mundo da cidadania”.


Palavras-chave


ativismo de fãs; cultura digital; resistência; cultura pop

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM