Compre, leia, siga e rejuvenesça! Sobre os sentidos movimentados e construídos por Veja acerca da velhice ao longo de sua história (1968-2014)

Felipe Viero Kolinski Machado, Christa Liselote Berger Ramos Kuschick

Resumo


Com base em 2406 edições de Veja (1968-2014), o objetivo do presente trabalho é perceber quais sentidos acerca da velhice (tomada como categoria biológica e discursivamente produzida) são movimentados e construídos pela revista. Mediante pesquisa e inspiração na Análise de Discurso francesa, foram localizados 112 textos abordando o tema e, então, foram coletadas 233 sequências discursivas, permitindo perceber duas Formações Discursivas. De uma forma hegemônica, foi possível observar a consolidação de um discurso que considera a juventude como um valor a ser conquistado, mantido, e a velhice como resultado da inaptidão de cada um. Para Veja, ser jovem seria uma responsabilidade dos leitores, que, ao seguirem suas dicas semanalmente, não envelheceriam.



Palavras-chave


Jornalismo; Revista Veja; Velhice; Análise de Discurso.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM