100 anos de Atlantida: continente de letras de Brasil e Portugal

Gutemberg Medeiros

Resumo


O presente trabalho visa estabelecer uma análise de um dos mais arrojados empreendimentos editoriais verificados no início da implantação do moderno jornalismo informativo de matrizes norte-americana e francesa. A revista “Atlantida: mensario artistico, literario e social para Portugal e Brazil” foi um projeto editado por dois entre os principais jornalistas de ambos os países, João do Rio e João de Barros (1915 a 1920), sob o patrocínio dos respectivos governos. Este texto levanta elementos da história da imprensa e da cultura e dos meios de comunicação do início do século XX. Nesse período, como o jornalismo diário dá uma guinada priorizando o aspecto mais informativo, as revistas emergem como espaço também dedicado a veicular opinião e outros objetos. Como experiência e inovação metodológicas, da historiogra a nacional e internacional especificamente na história da imprensa, história da cultura e dos meios de comunicação se inter- relacionam. A revista se insere em profunda discussão sobre a identidade nacional brasileira, especialmente em resposta ao antilusitanismo crescente que alcança clímax em 1922. Para tanto, descrevemos elementos constitutivos da revista em relação ao seu momento histórico.


Palavras-chave


Revista Atlantida, João do Rio, João de Barros, história do jornalismo, identidade nacional

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM