Ator-rede versus Análise de Redes versus Redes Digitais: falamos das mesmas redes?

Tommaso Venturini, Anders Munk, Mathieu Jacomy, Tiago Barcelos Pereira Salgado, Leonardo Melgaço

Resumo


Este artigo discute diferenças e afinidades entre três tipos de rede (Ator-Rede, Análise de Redes e Redes Digitais) importantes para o Digital STS.2 Nas últimas décadas, a colonização de pesquisas em STS foi lenta e gradual. Ela se inicia com a Teoria Ator-Rede (TAR), que oferece um conjunto de noções para descrever a construção de fenômenos sociotécnicos. Com o advento da Análise de Redes, estudiosos incorporam técnicas de investigação e visualização desenvolvidas pela Análise de Redes Sociais (ARS) e pela Cientometria aos estudos em STS. Com o crescente uso de recursos computacionais pelos STS, estudiosos atentam para as Redes Digitais como modo de rastrear a vida coletiva. Muitos pesquisadores tentaram relacionar esses três movimentos aos métodos digitais, ao apostarem que a TAR pode ser operacionalizada por meio da Análise de Redes, graças aos dados providos pelas Redes Digitais. No entanto, além da homonímia presente na palavra “rede”, que caracteriza as três abordagens mencionadas, há poucas evidências que comprovam a continuidade entre esses três tipos de rede. Falamos das mesmas redes? 


Palavras-chave


Análise de Redes Sociais; Redes Digitais; STS; Teoria Ator-Rede

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM