Mídia e identidade de mulheres destituídas: uma discussão metodológica

Ana Carolina Escosteguy, Lírian Sifuentes, Bruna Rocha Silveira, Janaína Cruz de Oliveira, Helen Garcez Braun

Resumo


O objeto de estudo do projeto “A visibilidade da vida ordinária de mulheres destituídas na mídia” (CNPq) é configurado, por um lado, por um corpus de textos midiáticos, denominados de narrativas pessoais midiatizadas (ESCOSTEGUY, 2011) e, por outro, por uma pesquisa de campo. Esses dois vetores se articulam na principal questão de pesquisa: o que a visibilidade da vida ordinária de mulheres de posições sociais destituídas, na mídia, está produzindo em termos de identidade feminina na mesma classe social? Aqui, procuramos problematizar os instrumentos metodológicos que serão aplicados na investigação empírica sobre os processos de conformação identitária feminina e sua vinculação com determinadas representações postas em circulação pelas mencionadas narrativas. Tomando como ponto de partida uma experiência de campo, utilizamos o relato de quatro informantes para discutir a estratégia metodológica experimentada.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM