Pedidos de ecocardiograma pediátricos são feitos de maneira adequada?

Glória Zanelato Campagnone, Larissa Tami Sugiyama, Mariana Fidelis Solla

Resumo


Introdução: O uso indiscriminado de exames complementares traz gastos financeiros expressivos e desnecessários para o governo bem como consequências para os pacientes, como exposição à iatrogenia. A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) criou as Diretrizes das Indicações de Ecocardiografia a fim de guiar o médico e melhorar essa realidade. Objetivos: Analisar os pedidos de ecocardiograma transtorácico (ETT) para a população pediátrica quanto a sua adequação, origem geográfica, etiologia, de acordo com o sexo da criança e quanto às características do médico solicitante (tempo de formado, especialidade) e verificar a taxa de pedidos inadequados segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia. Metodologia: Estudo observacional analítico em que se avaliou 164 solicitações de ETT no CHS, entre agosto de 2016 e maio de 2017. Foram classificadas como inadequadas as solicitações que se enquadraram na classe III da classificação de evidências segundo as “Diretrizes das Indicações da Ecocardiografia” e as que não apresentaram descrição clínica na solicitação do exame. Os dados obtidos foram testados estatisticamente com o teste exato de Fisher. Resultados: Encontramos 38,4% de solicitações inadequadas sendo a maioria devido a solicitações preenchidas de forma inadequada. Conclusões: Concluímos que o número de solicitações inadequadas é expressivo, contribuindo para um sistema de saúde lento, oneroso e ineficiente.

Palavras-chave


cardiologia; pediatria

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.