“Coisas Injustificadamente Compulsórias”: Um Desafio Peirciano à Teoria Humiana da Percepção, Particularmente com Respeito à Percepção de Verdades Necessárias

Catherine Legg

Resumo


Boa parte da epistemologia analítica tradicional é construída em torno de um tratamento cético em relação à modalidade que descende de Hume. As raízes desse ceticismo são apontadas na teoria (nominalista) da percepção de Hume, que é escavada, estudada e comparada com a muito diversa teoria (realista) da percepção de Peirce. Sustenta-se que a teoria peirciana não somente possibilita uma epistemologia consideravelmente mais sutil e eficaz, mas também (o contrário da teoria humiana) faz justiça ao que acontece quando apreciamos uma prova em matemática.

Palavras-chave


Peirce; Hume; Necessidade; Naturalismo; Epistemologia modal; Prova matemática; Percepto; Juízo perceptual; Percipuum

Texto completo:

PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio:

PUC-SP    PIPEq PUC-SP


Idexadores:

Google Scholar    Open Archives Initiative    ROAD

Preservação Digital:

LOCKSS    CLOKSS     KEEPERS    Rede Cariniana