A coisa à espreita sobre a coisa

Ivan Mladenov

Resumo


Uma coisa pode ser qualquer coisa e nada; é impossível estruturar qualquer pesquisa sobre isso. Qualquer abordagem proposicional parece irremediavelmente predeterminada; pensar-se em uma coisa a transforma em um objeto. O objeto é “real” ou “irreal” e isto é, obviamente, uma armadilha. Quem pode discorrer exaustivamente sobre esse tema? É também uma questão de “universalia” e “particularia”; de nome e designação; um problema nominalista e fenomenológico; de semiótica e representação – uma área sem limites. Este artigo tenta escapar da “gaiola” de proposições, identificando três doutrinas filosóficas que parecem ir além da “palavra resolutiva”. As abordagens de Peirce, Husserl e Wittgenstein lidam com as capacidades de relacionar, abstrair e compreender como a coisa é vista corretamente em um ambiente ilimitado.

Palavras-chave


Coisa; Peirce; Husserl; Wittgenstein; Substância; Matéria; Objeto; Relação;

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.23925/2316-5278.2017v18i1p99-110

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.